Adriana Balbino, musa plus size: 'Já sofri preconceito no carnaval'

Adriana Balbino (Foto: Celso Tavares/EGO) 

No carnaval 2016, a modelo Adriana Balbino promete muito samba no pé, molejo nos quadris e, junto disso, lutar para que mais plus size como ela "invadam" a folia sem se preocupar com padrões de beleza. Com 98 kg distribuídos em 1,70m, a passista de 43 anos será destaque da terceira alegoria da Unidos de Vila Maria, em São Paulo e quer "causar" ao representar Iansã no Anhembi.

"Sei da minha grande responsabilidade em representar várias mulheres reais. Estou abrindo as portas para que outras venham, carnaval é uma festa imensa mas que peca por não mostrar a diversidade das mulheres. Todas podem curtir sem ter preocupação se o corpo está magro ou não, tem muita gordinha que arrasa", diz ela, que desde 2013 ostenta orgulhosa a faixa de Garota GG do carnaval de São Paulo.
Com 37 anos de avenida, Adriana desfila desde os seis. Aliás, mesma idade que tem a sua neta. A modelo conta que sempre foi acima do peso e, por isso, já enfrentou situações complicadas em escolas de samba. "Já sofri preconceito na folia sim. Já fui vetada de colocar minha faixa e coroa na apresentação de um enredo por falarem que 'a escola não queria lançar isso' (uma plus size). Por isso vim para a Vila Maria, eles me aceitaram como sou", conta ela. "Mas tudo que já sofri, dentro de agremiações ou não, me dá mais força para seguir em frente".

Embora seja uma veterana na passarela do samba, Adriana ainda tem um sonho a realizar: conquistar o título de musa ou rainha de bateria. "Nunca pude vir no chão. É difícil você ver uma escola falando que quer uma gordinha com uma posição de destaque. Mas estou aqui para quebrar isso, sei que vou realizar esse sonho", planeja ela, já fazendo planos da fantasia que usará quando conquistar o objetivo: "Quero vir com uma roupa pequenininha, mostrando quase tudo (risos). Eu não me tampo não, não tenho vergonha de nada, muito pelo contrário".
No carro ou no chão, a preparação de Adriana segue firme. Para ter fôlego para sambar e cantar durante os 65 minutos de desfile, ela pega firme nos exercícios físico e faz questão de frisar que não pode comer tudo que quer não. "Sigo uma dieta, claro, tanto pra ter disposição física quanto manter a saúde. Além disso, faço aulas de balé. Manter isso tudo aqui também dá trabalho (risos), conta ela, sem esconder o bom humor.

Adriana Balbino (Foto: Celso Tavares/EGO) 

http://ego.globo.com/carnaval/2016/noticia/2016/01/adriana-balbino-musa-plus-size-ja-sofri-preconceito-no-carnaval.html

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *