Empreendedora realiza sonho de infância e fatura alto com papelaria

Fabiani Christine, presidente da Dot Paper (Foto: Divulgação) 

A empreendedora Fabiani Christine sempre sonhou em ter uma papelaria. Ela conta que, quando criança, era a única da turma que trocava brinquedos por cartolinas e canetinhas coloridas. “Os meus cadernos eram tão bonitos que os professores usavam como modelo. Eu adorava tudo que tinha papel e caneta no meio”, diz.

E foi exatamente por ser tão envolvida com esses produtos que surgiu a vontade de empreender: o fato da jovem frequentar diferentes estabelecimentos do ramo a tornou uma consumidora crítica. “Eu tinha que ficar pipocando em várias lojas para achar os melhores produtos. Sentia muita falta de um estabelecimento que reunisse tudo”, afirma. Hoje, aos 38 anos, é dona da Dot Paper, negócio que deve faturar mais de R$ 600 mil em 2015.
Dot Paper
Fabiani começou comprando um site do qual era consumidora. A empreendedora formada em administração e marketing desembolsou R$ 5 mil para adquirir o domínio Dot Paper, feito por uma jornalista de São Paulo. De cara, adicionou mais produtos ao portfólio do site e começou a vendê-los. “No início eu fazia tudo em casa, vivia com tesouras e papeis na minha bolsa. Quem perguntava por educação se podia ajudar sempre acabava fazendo algo”, diz.

Loja da papelaria Dot Paper em Brasília (Foto: Divulgação) 

Dois anos depois de lançar o site, a empreendedora investiu R$ 80 mil e abriu sua primeira loja física, em 2005. Em 2007, com o número de clientes só crescendo, a empreendedora decidiu trocar de loja, indo para um espaço maior. Gastou R$ 150 mil e abriu o ponto que está até hoje.

Instagram e chá de bebês
Três fatores fizeram toda a diferença para o crescimento da loja: entrar no mercado de batizados e chás de bebês, investir no Instagram e procurar clientes famosos. Segundo Fabiani, o movimento da empresa foi natural. “Tínhamos convites, lembrancinhas, cartões. Decidimos juntar tudo e atender festas de clientes”, diz.
Nomes como Claudia Leitte e Marone já fizeram parte dessa lista de clientes – a Dot Paper cuidou de toda a decoração do chá de bebê da cantora e dos convites de casamento do sertanejo.
Além disso, a empreendedora também foca suas ações no Instagram, rede social que considera “essencial” para o sucesso da empresa. “Faz toda a diferença. Postamos a foto de uma guirlanda de Natal que custava R$ 447 e em menos de cinco dias vendemos tudo.”

Resposta
Em 2014, a papelaria vendeu mais de 500 mil produtos, faturando cerca de R$ 580 mil. A projeção para 2015 é crescer 15%, ultrapassando os R$ 600 mil de faturamento.
Outro projeto que está a caminho é o lançamento de uma rede de franquias. “Estamos estudando todo o processo, mas, sem dúvidas, é uma das nossas maiores metas.”
Para a empreendedora, a sensação de ter realizado o sonho de infância é “a melhor coisa do mundo”. “Eu trabalho de domingo a domingo. E todo dia com um sorriso na cara, sabendo que estou fazendo o que sempre quis fazer.”

 http://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/Varejo/noticia/2015/11/empreendedora-realiza-sonho-de-infancia-e-fatura-alto-com-papelaria.html

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *