Dividir tarefas domésticas ajuda a melhorar a vida sexual dos casais

De acordo com a pesquisa, os casais que dividem as tarefas domésticas têm vida sexual mais satisfatória (Foto: Unsplash)

A divisão do trabalho doméstico é questão importante na vida dos casais. Isso por que,no geral, ela é desequilibrada. De acordo com dados do PNAD de 2013, ainda é das mulheres a responsabilidade por cuidar da casa na maioria dos lares brasileiros– elas dedicam mais de 27 horas semanais à tarefa. Eles, cerca de 11 horas por semana.

>> Algumas pessoas têm predisposição genética para sorrir, diz pesquisa

O dado é preocupante porque revela traços culturais problemáticos, e a permanência de estereótipos de gênero que associam o trabalho de casa às mulheres – e o papel de “provedor” ao homem. É ruim porque interfere na inserção e no sucesso das mulheres no mercado de trabalho – a executiva do Facebook, Sheryl Sandberg, chega a aconselhar que as mulheres considerem o casamento uma decisão de carreira, e se casem com homens dispostos a dividir as atividades de casa de modo que elas possam se dedicar, tanto quanto eles, a suas profissões. Por fim, segundo o professor Matt Johnson, da Universidade de Alberta, no Canadá, é ruim porque interfere naqualidade da vida sexual dos casais.
>> Apple e Facebook pagam para as funcionárias congelar seus óvulos. Isso é bom para quem?
>>Um grupo de cientistas acredita ter encontrado a cura para a ressaca
>> Errar pode ser uma experiência prazerosa para o cérebro – diz estudo

Johnson chegou a essa conclusão depois de analisar dados de 1388 casais alemães. Sua ideia era tentar descobrir se a quantidade de trabalho doméstico feito pelo marido dizia algo sobre a frequência sexual do casal. Naquelas casas em que os maridos consideravam que a divisão dessas atividades era “justa”, eles e suas mulheres estavam mais satisfeitos com a quantidade e a qualidade do sexo. “Em todo relacionamento, a quantidade de trabalho doméstico significa algo diferente, de acordo com as expectativas de cada um em relação a quais deveriam ser as responsabilidades do parceiro. E na comparação que o casal faz da sua realidade com a realidade de outros casais”, diz Johnson. Uma forma de dizer que o significado de “divisão justa” varia a cada casal. Johnson também diz que a quantidade objetiva de trabalho feita pelo homem não fez muita diferença. Ao menos não de acordo com os dados a que ele teve acesso. O que importa é essa percepção de que ninguém saiu prejudicado no acordo do casal.

>>Carta em que Darwin diz que não acredita em Deus vai a leilão em NY

O estudo de Johnson contraria as conclusões de uma outra pesquisa parecida, feita em 2012, e que dizia que, nas casas em que os maridos faziam mais atividades domésticas, caia a frequência sexual. Johson disse que decidiu estudar a questão porque os resultados da pesquisa anterior contrariavam a percepção que ele tinha como terapeuta de casais.
RC
http://epoca.globo.com/vida/noticia/2015/11/dividir-tarefas-domesticas-ajuda-melhorar-vida-sexual-dos-casais.html

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *