Empreendedor x Logística: uma relação poderosa

No rol dos assuntos mais discutidos atualmente, temos o Empreendedorismo. Mas o que é empreendedor, quais as suas características, ou até mesmo o que leva as pessoas a empreender? Estamos numa era em que as ideias estão saindo do papel e sendo postas em prática. E qual o resultado disto? Abrir um negócio!
No entanto, é bom deixar claro alguns pontos que são necessários para não apenas conduzir, mas também garantir a sobrevivência nesse mercado cruel e avassalador. Há quem diga que a principal e exclusiva preocupação deve ser com a área financeira, pois é ela que cuida da gestão dos recursos financeiros, de extrema importância para qualquer negócio. Correto? Talvez!   
Quem nunca passou por situações como: Atraso na entrega de algum produto ou serviço; Fornecedor que deixa na mão quando você mais precisa; Ter uma demanda efetiva muito diferente da prevista.
Pois é! Essas e outras situações fazem parte do dia a dia dos empreendedores também, comprar, vender, atender, negociar, entregar. A gestão exige uma multidisciplinaridade, e é na logística onde podemos encontrar muitas explicações para essas questões.
De origem militar, a logística evoluiu histórica e gerencialmente, a partir do surgimento do conceito da logística empresarial, nada continuaria a ser como antes. Ferramentas, técnicas e conceitos foram sendo aplicados para aumento de eficiência e busca por resultados. Com o surgimento e ascensão do E-commerce, o produto deixou de ser o ator principal, dividindo palco com o serviço, ou seja, a palavra de ordem passou a ser excelência na prestação do serviços logísticos, tanto no fluxo físico como no fluxo de informações.
Apesar de muitos acreditarem, que o único fator que leva a falência das pequenas empresas tem relação direta com o desconhecimento do negócio. Hummm! Digo que em partes sim! Mas, outro aspecto que interfere diretamente é a falta da aplicabilidade da Gestão da Cadeia de Suprimentos, como facilitador de todo um processo que envolve fornecedores e clientes.
Não importa se o negocio é pequeno, médio ou grande, a questão é que todo negócio tem como objetivo principal a satisfação do cliente, e baseado nisto, ter um olhar “glocal” (global e local ao mesmo tempo) faz toda a diferença. Visualizar e acompanhar o que acontece externamente, como fornecedores, parceiros, clientes, concorrentes, ao passo que seus processos internos devem estar bem delineados para atendar os objetivos propostos. Com sucesso é claro!
http://www.administradores.com.br/artigos/empreendedorismo/empreendedor-x-logistica-uma-relacao-poderosa/89109/

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *