Conheça o Uber, aplicativo que está causando protestos dos taxistas pelo Brasil

Aplicativo tem causado a ira dos taxistas. Foto: Simmone Henne/Flickr/Reprodução

Quem já usou um táxi sabe como nem sempre o ponto é perto de você, ou como a espera pode ser longa. Mas um aplicativo promete acabar com esses problemas e já se tornou tão popular que está ameaçando o trabalho dos taxistas em alguns lugares do mundo. É o Uber, app que apresenta motoristas particulares a quem estiver precisando de uma carona e esta presente em mais de 300 cidades em 56 países. Aqui no Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília já possuem o serviço.

Criado em 2009 nos Estados Unidos, a ferramenta disponibiliza um carro para aqueles que querem ir para algum lugar. O usuário paga uma tarifa fixa e um valor por minuto e outro por quilômetro rodado. A empresa fica com 20% do total. O interessado baixa o aplicativo, se cadastra e está pronto para utilizar o serviço. A interface do Uber é pouco amigável e pode assustar no começo, já que uma das primeiras etapas do cadastro pede o número do cartão de crédito. As corridas são cobradas no fim do mês na conta do cliente.

O que vem fazendo o app ganhar cada vez mais adeptos no mundo todo é a comodidade. Não é preciso ir até um ponto de táxi, e o Uber oferece vários carros diferentes, de acordo com o preço cobrado. Alguns dos veículos são modelos de luxo, contam com ar-condicionado e oferecem água para o cliente. Após a escolha do trajeto, uma foto do motorista, do veículo e da placa do carro são exibidas. A previsão do tempo que o carro leva para chegar onde você está é atualizada constamente. Segundo a empresa, todos os condutores do serviço são profissionais.

Com tantas facilidades, não é de se espantar que muitas pessoas prefiram utilizar o aplicativo aos táxis tradicionais. Manifestações em cidades como Londres, Berlim e Madrid já foram realizados pelos taxistas do local, já que consideram o serviço como concorrência desleal. Aqui no Brasil, o Uber já chegou ao país no segundo semestre do ano passado e taxistas de capitais brasileiras como São Paulo e Brasília já realizaram protestos contra o aplicativo. 

Pela legislação brasileira, a atividade de transporte individual remunerado de passageiros é regulamentada pela lei de mobilidade urbana (12.468), de 2011, e os taxistas detêm a exclusividade desse serviço. Para isso, eles devem ser devidamente credenciados e precisam seguir normas estabelecidas, o que tornaria ilegal a atuação do Uber. Os taxistas argumentam que qualquer um pode ser motorista no aplicativo, enquanto a empresa responsável pelo app responde que não oferece serviços de táxis ou semelhantes. Em dezembro do ano passado, uma passageira da cidade de Nova Déli, na Índia, alegou ter sido estuprada após pedir um carro pelo serviço.    

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/tecnologia/2015/04/08/interna_tecnologia,570424/conheca-o-uber-aplicativo-que-esta-causando-protestos-dos-taxistas-pelo-brasil.shtml

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *