Mais de mil pessoas aguardam transplante de rim em Pernambuco

Resultado de imagem para transplante dos rins



Os rins são responsáveis por filtrar o sangue do corpo humano e eliminar substâncias nocivas ao organismo, além de secretar substâncias importantes à saúde. Quando há comprometimento do órgão, acontece a insuficiência renal, problema que na fase crônica pode requerer um transplante. Em Pernambuco, há 1.051 pessoas esperando por um transplante de rim, órgão que tem seu dia mundial comemorado nesta quinta-feira (12). 

Essa é a maior fila registrada na Central de Transplantes de Pernambuco (CT-PE), representando 82,7% de todos os pernambucanos que esperam por algum órgão. A espera pode ser longa: em 2013, 284 pessoas foram transplantadas no Estado. Em 2014, o número foi de 279 doentes, uma queda de 2%.

A coordenadora da Central de Transplantes, Noemy Gomes, explica que quando um rim é doado, além da compatibilidade sanguínea, é preciso ser feito um teste de compatibilidade genética para saber quem é o receptor mais adequado em cada situação. "Nesse caso, não pegamos quem está esperando a mais tempo na fila de espera, mas aquele que tem mais compatibilidade para receber aquele rim."

Uma morte encefálica pode salvar até duas outras que estão na fila de espera por um rim. No caso do rim, além do doador diagnosticado com morte encefálica, a doação também pode ser feita por um doador vivo, como previsto na legislação brasileira. Em Pernambuco, o Imip e os hospitais Português, das Clínicas e Santa Efigênia (Caruaru) são credenciados para fazer transplantes de rim.

Derby

Para tirar dúvidas da população a respeito do diagnóstico e tratamento das doenças renais, a Sociedade Brasileira de Nefrologia - Regional Pernambuco promove nesta quinta-feira um evento comemorativo ao Dia Mundial do Rim. O encontro gratuito acontece na Praça do Derby, das 8h às 14h, com a participação de cerca de 30 médicos nefrologistas.

Serão distribuídos panfletos com orientações sobre diagnósticos e tratamentos das doenças renais. Além disso, serão realizados testes rápidos para medição do nível de glicose no sangue e aferição de pressão.

Estima-se que há cerca de 1,2 milhão a 1,5 milhão de brasileiros com doença renal crônica, número que poderia ser diminuído com a atenção devida."É muito importante manter a saúde dos rins. A maioria das pessoas quando procuram um nefrologista já estão em quadro crítico, pois os sintomas são silenciosos", explica a presidente da Regional Pernambuco, Maria de Fátima Carvalho.

De acordo com a médica, a diabetes e a hipertensão estão entre os maiores causadores de doenças renais, sendo que 1 em cada 6 hipertensos deverão desenvolver alguma doença renal crônica caso não tome cuidados específicos. "Por isso o diagnóstico prévio é muito importante, mas ele dificilmente acontece, pois temos uma precária atenção de saúde pública para o diagnóstico de doenças em estágio inicial", completa a médica.


Dicas para prevenir doenças

- diagnosticar e controlar a diabetes e hipertensão 
- fazer check-up anual

- ingerir bastante líquido e diminuir a ingestão de sódio 
- controlar peso e taxas de colesterol, triglicerídeos, entre outras


Principais sintomas

- inchaço

- anemia
- sangramento

- pedra nos rins

Serviço: 
Dia Mundial do Rim - 12 de março 
De 8h às 14h, na Praça do Derby. 
Aferição de pressão, teste rápido de glicose e tira-dúvidas sobre doenças renais

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2015/03/12/interna_vidaurbana,565696/mais-de-mil-pessoas-aguardam-transplante-de-rim-em-pernambuco.shtml

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *