No Recife, organizações se mobilizam em prol dos defensores dos direitos humanos após chacina em Poção

Nesta quinta-feira (12), em referência ao assassinato dos Conselheiros Tutelares do Município de Poção-PE: Daniel Farias, Carmen Lúcia Silva e Lindenberg Nóbrega, e da avó Ana Rita Venâncio, Conselheiros Tutelares, agentes do sistema de garantias e defensores dos direitos humanos de todo o país se mobilizarão com o objetivo de fazer a sociedade refletir sobre os riscos que estes vêm sofrendo no execício de sua função.
Em Recife, um ato ecumênico seguido de uma mobilização política, no Salão Nobre da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), a partir das 15h, marcarão a mobilização sociedade pernambucana.
Os atos são convocados pelo Fórum Colegiado Nacional dos Conselhos Tutelares, o Fórum DCA-PE, a Associação Metropolitana de Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares de Pernambuco, a Escola de Conselhos de Pernambuco, e as entidades que atuam na defesa, promoção e garantia dos direitos humanos.
Esta mobilização alcançará todo o país, com a paralisação dos Conselhos Tutelares por 24 horas.
Os organizadores pretendem, ainda, realizar atos públicos para exigir das autoridades responsáveis a plena aplicação do Estatuto da Criança e do Adolescente e uma política de proteção à vida dos Conselheiros Tutelares e dos defensores dos direitos humanos em geral.
“Tais ações partem da compreensão dos constantes ataques dirigidos aos defensores de Direitos Humanos e do substancial aumento da violência em Pernambuco – que tem condenado adolescentes, jovens e atores do Sistema de Garantia de Direitos a mortes violentas e não investigadas pelo Estado e reiteram que a militância em defesa dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no estado de Pernambuco permanece como meta e prioridade para seus agentes”.

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *