Índios protestam no Planalto contra construção de rodovia no Pará

Após protesto, representantes da Secretaria-Geral se reúnem com índios kayapós no Palácio do Planalto (Foto: Filipe Matoso / G1)

Com danças e gritos de guerra, cerca de 50 índios da etnia Kayapó protestaram nesta segunda-feira (2) na fachada do Palácio do Planalto contra a construção de trecho da BR-163 no sul do Pará. Com mais de 3 mil quilômetros de extensão, a rodovia federal liga as regiões Sul, Centro-Oeste e Norte.
Os Kayapós reivindicam a renovação do Plano Básico Ambiental (PBA) do projeto, que prevê compensações para a tribo em razão dos impactos ambientais causados pela obra de infraestrutura rodoviária.
Conforme o grupo, órgãos federais têm emitido licenças para a construção da rodovia na Região Norte sem consultar a Fundação Nacional do Índio (Funai) em relação às pendências com a tribo.
De acordo com o representante dos indígenas, Doto Takak-ire, a etnia quer se reunir nos próximos dias com a presidente Dilma Rousseff para apresentar para ela os impactos causados pela construção da rodovia, como o desmatamento entre as cidades de Santarém (PA) e Cuiabá (MT).
Além da audiência com a chefe do Executivo, os índios também cobram reuniões com os ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Aloizio Mercadante (Casa Civil), Antonio Carlos Rodrigues (Transportes) e Izabella Teixeira (Meio Ambiente) para pedir a renovação do PBA.
"A gente veio em busca de renovação do PBA da BR-163 e também queremos falar sobre os impactos ambientais que a BR-163 está trazendo”, disse Doto Takak-ire.
Em razão do protesto, a Guarda Presidencial fechou as portas que dão acesso à área interna do Palácio do Planalto e impediu a entrada dos indígenas à sede do Executivo. No momento da manifestação, a onde a presidente da República despachava em seu gabinete.
Cerca de cinco minutos depois do início do protesto, dois representantes da Secretaria-Geral da Presidência, responsável pela interlocução do governo com movimentos sociais, conversaram com os índios para saber quais eram as reivindicações do grupo.
Os kayapós foram recebidos pelo secretário de Articulação da Secretaria-Geral, Paulo Maldos. Para que o encontro ocorresse, representantes da pasta pediram aos índios que não entrassem na sala com artefatos como arcos e flechas, além de chocalhos.
http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/02/indios-protestam-no-planalto-contra-construcao-de-rodovia-no-para.html

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *