Meio ambiente em primeiro lugar

Após estudarem sobre saneamento básico, tratamento do esgoto e da água, os alunos do 5º ano A da Escola Municipal José Fraron, no bairro Fraron, em Pato Branco, trabalharam em sala de aula sobre o novo sistema de coleta de lixo, recentemente foi implantado no município pela Prefeitura. 

Durante três semanas, os 21 alunos da turma passaram a conhecer mais sobre o programa denominado “Gerenciamento de Lixo Urbano”. “Achei interessante que eles conhecessem esse projeto antes mesmo de chegarem os bags em nosso bairro. Assim, quando o projeto vier para cá, eles já saberão como deve ser feita a separação correta do lixo”, explicou a professora da turma, Eliane Palavicini Pereira.
Segundo Eliane, o estudo do programa aconteceu de modo que fosse ligado a todas as disciplinas da grade curricular dos alunos. “Tentei inserir esse conteúdo em todas as disciplinas. Na matemática, por exemplo, o tempo que leva para a decomposição dos resíduos; no português eles aprenderam a fazer o papel reciclado; enfim, tudo unindo as disciplinas dentro do mesmo projeto”, contou.
Para o estudo, a professora e os alunos utilizaram da cartilha – que está sendo distribuída na rede de ensino, com informações sobre o programa – e dos livros didáticos. “Também fizemos uma pesquisa de campo com as famílias para verificar, por exemplo, quem já separava o lixo ou fazia compostagem em casa. Além disso, fiz um teste de conhecimento prévio deles, o que eles sabiam sobre o assunto, para depois trabalharmos o conteúdo”, descreveu Eliane.
Após conhecerem mais sobre o programa, os alunos prepararam uma apresentação, que aconteceu na manhã de sexta-feira (3), na própria escola. Na ocasião, eles explicaram para os pais e alunos do Jardim 2, Pré-escola, 1º, 2º e 3º anos todo o conteúdo aprendido nestes 20 dias. 
A atividade foi composta de vários cartazes, uma maquete do centro de Pato Branco, além da apresentação de como se faz papel reciclado pelo aluno Ruan Pablo De Col (9), que gostou deste aprendizado. “É muito bom, pois este papel nós podemos usar para desenhar. É muito bom poder reciclar”, disse.
A mãe de Ruan, Fabiana Lanzarin De Col, achou muito importante a realização deste trabalho. “Meu filho aprendeu muito com esse conteúdo, tanto que passou a separar o lixo para reciclar, mostrando para nós como que é feito. Isso é muito bom, porque se conscientiza com relação ao futuro, de estar ajudando na reciclagem do lixo para preservar mais a natureza”, avaliou.
Para a professora Eliane, a atividade foi bastante positiva. “Abriu bastante a mente deles com relação a isso, pois a maioria da turma, pelo que percebi, não sabia diferenciar o lixo. Agora eles sabem o que pode ser feito com cada resíduo”, comemorou.
Bags
De acordo com o diretor de Meio Ambiente do município, Nelson Bertani, o programa municipal de Gerenciamento do Lixo Urbano está em pleno desenvolvimento.
Ele conta que desde que foram instalados os contêineres no município e feitas as distribuições dos bags – em 18 de agosto deste ano –, a quantidade de lixo reciclável aumentou de duas para oito toneladas por dia. “O povo está respondendo muito bem à iniciativa. Agradecemos a todos pela adesão. Estamos muito satisfeitos com o resultado”, comemorou.
Bertani conta que faltam apenas dez bairros da zona Norte para receber os bags. “A partir da próxima semana distribuiremos os bags nestes bairros, começando pelo Fraron, no qual está situada a Escola Municipal José Fraron”, garantiu.
Veja o depoimento de outros alunos sobre o trabalho realizado:
Julia Rocha Tavares (10)
“O que mais achei interessante nesse aprendizado foi o tempo que leva para se decompor os resíduos jogados no solo. O chiclete, por exemplo, leva cinco anos para se decompor, o papel de um a seis meses, o vidro é um milhão de anos, o pneu não tem fim. Por isso é importante que as pessoas cuidem para não jogar estes e outros lixos em qualquer lugar, porque prejudica à natureza”.
João Paulo de Oliveira (10)
“Aprendi que devemos cuidar da natureza, porque, por exemplo, as folhas que nós utilizamos são de árvores derrubadas. É algo muito importante, que eu passo para a minha família”.
Camila Mariane Nunes (10)
“Aprendi que se nós reciclarmos o lixo e jogarmos no lugar certo a nossa cidade será melhor. Antes eu nem sabia o que era reciclar, não sabia nada. E agora que sei como funciona e mudei totalmente os meus hábitos para preservar à natureza”.

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *