E se os filhos adotassem os pais?

A campanha é chocante e traz uma reflexão sobre o abuso do álcool e sua consequência para o convívio dos pais com seus os filhos.



Já pensou se as crianças tivessem a opção de escolher quais pais gostariam de adotar? Assim como as pessoas fazem quando vão aos orfanatos e escolhem seus filhos? É exatamente essa a proposta de uma campanha finlandesa criada pela agência Havas Worldwide para a instituição de caridade Fragile Childhood ("Infância Frágil").
O filme se passa em um orfanato diferente, no qual duas crianças chegam para adotar seus pais. Os casais estão isolados em estruturas de vidro e são observados pelas crianças. Estes, por sua vez, sorriem enquanto conhecem as várias opções de "adoção". Mas quando chegam ao último casal as crianças ficam tristes. Eles aparentam embriaguez enquanto discutem numa redoma bem mais bagunçada que as demais. Crianças não possuem escolha, então é com eles que o casal de pequenos acaba deixando o "orfanato".
A campanha é chocante e traz uma reflexão sobre o abuso do álcool e sua consequência para o convívio dos pais com seus os filhos. Vale lembrar que a mesma agência finlandesa produziu há um tempo outra campanha (que você confere abaixo) com o mesmo tema, que transformava os pais em monstros quando estes estavam sob o efeito do álcool.

Comentários

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *