Pastor Marco Feliciano é escolhido presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara

Conhecido por suas posições conservadoras em relação a homossexuais e negros, pastor Marco Feliciano (PSC) é escolhido presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.
 
Quatro parlamentares disputaram o cargo; indicação teve embate na internet
 

Pastor Marco Feliciano pode ser indicado presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara
Foto: Terceiro / Divulgação

Pastor Marco Feliciano pode ser indicado presidente da Comissão de Direitos Humanos da CâmaraTerceiro / Divulgação
 
RIO — O pastor Marco Feliciano (PSC) foi escolhido como presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados (CDH) na tarde desta terça-feira. Ele é conhecido por suas posições radicais e conservadoras em relação a homossexuais e negros. Antes da definição, o pastor criou em seu site oficial um abaixo-assinado que já conta com aproximadamente 59 mil adesões a favor do seu nome. Ao mesmo tempo, um grupo de opositores criou no site Avaaz.com uma petição que já reúne 46 mil assinaturas contra a indicação do pastor para a comissão.
 
Eleito em 2010 para seu primeiro mandato de deputado federal, com 210 mil votos, o presidente da igreja Ministério Avivamento já disse que o amor entre pessoas do mesmo sexo leva ao ódio, ao crime e à rejeição. Em 2011, criou polêmica ao escrever no Twitter que "os africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé" e que essa maldição é que explica o "paganismo, o ocultismo, misérias e doenças como ebola" na África.
 
Outros três parlamentares do PSC também disputaram a indicação: as deputadas Antônia Lúcia (PSC-AC) e Lauriete Rodrigues (PSC-ES) e o deputado Zequinha Amaro (PSC-PA), que também são pastores. A presidência da Comissão de Direitos Humanos é tradicionalmente ocupada pelo PT, que dessa vez, não a considerou prioridade. A bancada do partido optou por presidir a Comissão de Seguridade Social, além de ter o comando da Constituição e Justiça e de Relações Exteriores, e deixou para o PSC a indicação para o cargo.

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *