TV terá casal gay sem preconceito

 

Mart’nália e Luma Costa fazem par romântico na comédia ‘Pé na Cova’, que estreia no dia 24, na GloboJuliana Alencar/Rio de Janeiro
juliana.alencar@diariosp.com.br

DivulgaçãoLuma Costa, de 24 anos, forma casal com a cantora Mart’nália em 'Pé na Cova'
Luma Costa, de 24 anos, forma casal com a cantora Mart’nália em 'Pé na Cova'
Miguel Falabella gosta mesmo de mexer no vespeiro dos preconceitos que envolvem o tema sexualidade. Não seria diferente em “Pé na Cova”, sitcom que estreia no dia 24, na TV Globo. Desta vez, o autor usa o humor para tratar da homossexualidade feminina. “Me interesso pelos excluídos”, resume ele, sem entrar no mérito da discussão de preconceitos.

Fato é que o autor faz uma pequena transgressão com o novo humorístico, que terá uma temporada de 24 episódios. A começar pela escolha da ex-musa teen Luma Costa, de 24 anos, para formar casal com a cantora Mart’nália, homossexual assumida na vida real. A primeira é Odete Roitmann, uma jovem que sustenta a família fazendo strip-tease pela internet. A segunda é Tamanco, irmã de um travesti e dona de uma oficina mecânica no Irajá, bairro do subúrbio carioca onde se passa a história.
“Acho bom sair dos personagens convencionais. Sempre fiz a patricinha, a surfista, a lolita...”, enumera Luma, que diz não ter titubeado antes de aceitar o papel. “Fiz vários testes para conseguir a personagem. Estava na hora de fazer algo diferente de mim. É uma grande chance”, diz
sem beijo/ Em seu primeiro papel na TV, Mart’nália, porém, não precisou ir tão longe de seu universo. “Sou eu mesma”, diverte-se ela, que foi convidada pelo próprio Falabella para atuar na produção. “Há alguns anos fizemos um musical juntos. Ele me ligou e eu aceitei”, simplifica ela, que, em cena, usará o mesmo bonezinho que costuma usar nos palcos.
Animada com o projeto, Mart’nália diz não querer discutir preconceito com a personagem na TV. “Não é o lugar de nada disso, não”, opina ela, que, na ficção, não terá cenas quentes com a parceira de cena: “Elas dormem e acordam juntas... Elas são um casal, mas não vão além disso”.
Beijo gay não está nos planos. E Falabella explica: “A gente ainda está usando tacape e tanga”, ironiza, fazendo menção à época dos índios.

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *