‘Salve Jorge’: Gloria Perez afirma que função de Morena é diminuir preconceito

Gloria Perez, autora de ‘Salve Jorge’, novela das 21h da Rede Globo, declarou, em seu site pessoal, que uma das funções sociais de sua trama é fazer com que os telespectadores reflitam sobre o preconceito velado em relação a quem vive em comunidades carentes. E a protagonista Morena, interpretada por Nanda Costa, é quem assumiu esse papel de agente conscientizadora.
 
“Ela (Morena) está sempre alerta para se defender, seja da policia, seja dos bandidos, seja dos preconceitos do pessoal do asfalto, onde essas meninas são sempre discriminadas: olhadas com desconfiança e logo associadas a traficantes (...). Enfrentam o preconceito sem se sentirem menores, conscientes de que não têm culpa de terem nascido num pedaço da cidade que o Estado abandonou e deixou que o crime ocupasse”, escreveu Gloria, na quinta-feira (29), antes de continuar: “Tomara que 'Salve Jorge' suscite nas pessoas essa reflexão: todos enxergam sempre com muita simpatia os moradores das favelas e o fato de que, hoje, tenham acesso a bens de consumo, possam fazer viagens e comprar os mesmos eletrodomésticos que a classe média pode comprar. Mas e quando eles derrubam os muros e chegam pra fazer parte da sua vida?”
 
Com pouco mais de um mês de exibição, ‘Salve Jorge’ ainda não é o sucesso que se espera de uma trama das 21h, com seus índices de audiência modestos, mas há que se reconhecer a importância de folhetins que procurem fazer o público refletir sobre o que, de fato, é importante. Gloria merece que sua novela seja mais assistida e que os temas sociais abordados por ela, como tráfico de seres humanos e preconceito, em todos os níveis e de todos os tipos, sejam mais debatidos. Nem só de incríveis vilãs como Carminha, interpretada por Adriana Esteves em 'Avenida Brasil', deve viver a teledramaturgia.
 

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *