'Religião sem ação é religião morta', diz homenageada da Festa do Morro

A aposentada Severina Paiva de Santana, a Dona Sevi, é homenageada na Festa do Morro pelos serviços prestados à comunidade. (Foto: Katherine Coutinho / G1)
 
Dona Sevi é homenageada na Festa do Morro.
(Foto: Katherine Coutinho / G1)
Aos 77 anos, Severina Paiva é uma das moradoras mais conhecidas no Morro da Conceição, na Zona Norte do Recife. Devota de Nossa Senhora da Conceição desde criança, a aposentada lutou junto à comunidade por condições melhores para a população, sempre unindo fé e ação. Neste ano, Dona Sevi, como é conhecida, é homenageada pela Festa do Morro da Conceição, que termina neste sábado (8) com procissão e missa dedicadas à santa.
Morando há mais de 60 anos na comunidade, Dona Sevi foi pega de surpresa com o anúncio da homenagem. "É um reconhecimento a minha caminhada de fé e de luta por condições decentes de vida para os moradores aqui do Morro. Ninguém tinha me contado. Quando ganhei a placa de homenageada, eu disse que era uma homenagem não somente a mim, mas a todos os moradores do Morro da Conceição", comentou a aposentada.
Conselheira da população, Dona Sevi é uma das primeiras a ser procurada em momentos de dificuldade. "Eu digo sempre para a pessoa virar para Jesus Cristo e dizer 'Senhor, eis-me aqui. Eu vos amo e sei que me ama, me ajude a superar'", contou a homenageada, que conheceu Dom Hélder Câmara e guarda boas recordações do Dom da Paz. "Ele era o profeta dos tempos modernos. Era um homem de paz. Lutávamos por condições melhores para a comunidade, unindo religião e ação, porque religião sem ação é religião morta", acredita Dona Sevi.
 
Sempre atenta, a aposentada continua preocupada com os problemas da comunidade e se une à Igreja para conseguir mudar a situação. "Mandamos ofícios aos poderes quando preciso. Na época de Dom Hélder, dizíamos que éramos pobres homenageando pobres. Tomamos consciência de nossos direitos, queremos vida digna e sem violência", defendeu ela, que acordou às 3h para a primeira missa do dia e vai acompanhar até a última, prevista para às 18h, com Dom Fernando Saburido, arcebispo de Olinda e Recife.

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *