Produtor do filme anti-Islã que ofendeu a religião Muçulmana e Maomé é condenado EUA -Veja

Autor do filme anti-Islã considerado uma ofensa a religião Muçulmana ao ridicularizar o Profeta Maomé, e que causou revolta e protestos violentos em vários países, foi condenado a 1 ano de prisão, não pelo filme, mas por fraudes bancárias e violação de condicional.
O autor do filme anti-Islã que desencadeou uma onda de violência nos países árabes, já tinha tido a sua prisão provisória decretada por medida de segurança e nesta quarta-feira (7) foi condenado a um ano de prisão por violação de sua liberdade condicional em um caso de fraude bancária datado de 2010, anunciou um tribunal de Los Angeles.
Mark Basseley Yussef, de 55 anos(foto), conhecido anteriormente pelo nome de Nakula Basseley Nakula, reconheceu ter utilizado diversos pseudônimos, violando sua liberdade condicional. Ele admitiu culpa em quatro das oito acusações – nenhuma das oito é relacionada ao filme.
O filme ‘Inocência dos Muçulmanos” foi dirigido e produzido por Nakoula Basselet Nakoula, sob o pseudônimo de Sam Bacile, que afirmou que o Islã é “uma religião do ódio”.
Confira matérias sobre a prisão provisória do então Sam Bacile e agora identificado como Mark Basseley Yussef e comente, – Clique aqui

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *