Reverendo presbiteriano crítica líderes cristãos que propõem diálogo entre religiões: “Caminho de morte”.

Reverendo presbiteriano crítica líderes cristãos que propõem diálogo entre religiões: “Caminho de morte”. Leia na íntegra
 
O reverendo presbiteriano Hernandes Dias Lopes publicou em seu perfil no Facebook uma reflexão a respeito de teses que pregam que há virtudes em todas as religiões. A rede social mais popular do mundo vem sendo usada cada vez mais pelos líderes evangélicos brasileiros para estreitar seu contato com fiéis e admiradores em geral.
Lopes escreveu em sua reflexão que “vivemos a época do inclusivismo, fruto da ideia pós-moderna que não existe verdade absoluta”, e alerta que “muitos pastores, em nome do amor, sacrificam a verdade e caem nessa teia perigosa do ecumenismo”.
 
A necessidade de revelar a verdade real é, segundo Hernandes Dias Lopes, urgente: “Não é um ato de amor deixar que aqueles que andam pelo caminho largo da condenação sigam ‘em paz’ por esse caminho de morte. Esse falso amor tem cheiro de morte”.
 
O diálogo interreligioso, segundo o reverendo Lopes pode conter ciladas que estão escondidas atrás de supostas boas intenções: “Essa atitude de dar as mãos a todas as religiões, numa espécie de convivência harmonia, acreditando que toda religião é boa e leva a Deus é uma falácia”.
Confira abaixo a íntegra da reflexão do reverendo Hernandes Dias Lopes:
Será que toda religião é boa?
 
Está na moda o diálogo interreligioso. Vivemos a época do inclusivismo, fruto da ideia posmoderna que não existe verdade absoluta. Muitos pastores, em nome do amor, sacrificam a verdade e caem nessa teia perigosa do ecumenismo. Precisamos afirmar que não existe unidade espiritual fora da verdade, assim como luz e trevas não podem co-existir. Não podemo ser um com aqueles que negam a salvação pela graça em Cristo Jesus. Não é um ato de amor deixar que aqueles que andam pelo caminho largo da condenação sigam “em paz” por esse caminho de morte. Esse falso amor tem cheiro de morte. Esse atitude de dar as mãos a todas as religiões, numa espécie de convivência harmonia, acreditando que toda religião é boa e leva a Deus é uma falácia. Toda religião é vã a não ser que pregue a Cristo, e este crucificado. Toda religião afasta o homem de Deus, a não que anuncie Jesus Cristo como o único caminho para Deus! Vamos deixar esse discurso falacioso de amor a todos, e vamos amar de verdade às pessoas, de todas as religiões, pregando a elas, com senso de urgência, o evangelho que exige arrependimento e fé e oferece vida eterna.
 
Hernandes Dias Lopes

#Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *